Você está aqui: Página Inicial / PPGEQ

Sobre o Programa

Iniciando suas atividades com o oferecimento do curso de mestrado em agosto de 1982, o núcleo central do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química está a cargo do Departamento de Engenharia Química, sendo seu corpo docente formado por 23 Doutores.

O crescimento e a sofisticação da indústria química vêm exigindo a intensificação da pesquisa científica e tecnológica no país. Para que sejam criadas as condições necessárias para atendimento dessa demanda deve-se naturalmente capacitar profissionais para enfrentar esse desafio, sendo justamente nesse ponto que a pós-graduação exerce um importante papel.

Com o propósito de colaborar nesse sentido o Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química objetiva qualificar o pessoal para trabalhar em pesquisa e desenvolvimento de processos químicos, vinculando a formação dos Mestres e Doutores a trabalhos científicos e tecnológicos de interesse do nosso país, através de projetos entre áreas básicas e aplicadas da Engenharia Química, como o desenvolvimento e utilização de fontes de energia e aproveitamento de matérias-primas nacionais.

O curso de Mestrado em Engenharia Química está previsto para ter a duração máxima de dois anos, sendo obrigatório ao candidato ao grau de mestre o cumprimento de uma quantidade mínima de créditos em disciplinas, bem como a elaboração de uma dissertação de Mestrado.

O curso de Doutorado em Engenharia Química está previsto para ter duração mínima de dois anos e máxima de quatro anos contados a partir da matrícula no curso, sendo obrigatório para o candidato ao grau de Doutor o cumprimento de uma quantidade mínima de créditos em disciplinas bem como a elaboração de Tese de Doutorado.

O curso de Mestrado em Engenharia Química do PPG-EQ/UFSCar foi reconhecido pelo Conselho Federal de Educação através do Parecer 153/88 de 23/02/1988, com efeitos retroativos a agosto de 1985.

O curso de Doutorado em Engenharia Química teve aprovada sua implantação através da Portaria GR 430/89 de 29 de junho de 1989, sendo posteriormente encaminhado à CAPES para análise. Em março de 1990 o Programa recebeu, após um período de divulgação, a primeira turma de alunos de doutorado e, neste mesmo mês, foi recomendado pela CAPES.

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química obteve conceito 7 (nota máxima, correspondendo a excelência internacional) na última avaliação da CAPES.